Entre em contato

Enviar Mensagem

Mensagens Categorizado: Brand

TIM
A TIM apresentou a reformulação da sua marca!

A matriz da TIM, que fica localizada na Itália, vem falando de reformulação desde o ano passado. Dessa vez a empresa mostrou de fato no que estava sendo trabalhando. Com a metamorfose, nome proposto no vídeo apresentado, a empresa tende a unificar seus serviços seguindo um novo plano de negócios, com isso a reformulação seria necessária.

O Anuncio foi discreto, mas causou grandes comentários em blogs/sites de design, afinal a TIM é uma empresa de grande porte, e é mais uma empresa que segue mudando sua marca para se encaixar nos padrões atuais, depois de muito usar a caixa de texto em itálico e ondas em seu símbolo, chegou a hora de modernizar e simplificar, dando o real significado da mudança: a unificação.

Como pudemos ver no vídeo divulgado pela Matriz, a metamorfose da marca é evidente. Sem itálico e com linhas retas formando a letra “T“causou opiniões divergentes, uns gostaram e outros nem tanto. Mas como já falamos em outros posts, chega uma hora que a empresa precisa passar por uma reformulação.

No caso da TIM as cores foram são as mesmas mantendo a identificação da empresa, o novo símbolo e texto podem demorar um pouco para cair no gosto de todos, mas fizeram um ótimo trabalho.

Segundo o CEO do grupo, Marco Patuano, a logo é mais “Simples e Moderna” e completa “Decidimos juntas todas as ofertas comerciais, em todos os segmentos em que atuamos, sob a marca TIM, criando uma marca unificada. Isso caracteriza a convergência fixo-móvel”. A reformulação é mais significativa do que pensamos ao olhar os novos traços da marca! É uma mudança geral de hábitos e atitudes para melhorar os processos internos e externos da empresa.

TIM

Pode não parecer uma mudança significativa aos nossos olhos, mas é muito mais do que uma mudança de marca, isso prova que a TIM está sempre focada e redefinindo focos de atuação.

“De uma operadora de telefonia para um player da indústria e da tecnologia, capaz de criar produtos inovadores e serviços baseados em novas plataformas: da banda larga fixa, redes de ultra banda larga móvel, a computação em nuvem da nova rede da tecnologia”. 

Enfim, mudanças são necessárias e a TIM mostrou que elas serão muito mais do simplesmente uma alteração na font do logo! Ainda sem data prevista para a alteração em outros países a nova marca deve chegar no Brasil nos próximos meses!

O que você achou da nova marca?

Integração Contínua
O valor da integração contínua 3/4

Continuando nossa série de artigos sobre os benefícios da utilização de integração continua no ambiente de desenvolvimento, veremos como ela melhora a visibilidade do projeto e estabelece uma maior confiança no produto sendo entregue ao cliente.

Melhorando a visibilidade do projeto através do CI

Integração continua provê a habilidade de identificar tendências e tomar decisões mais eficazes, ajudando a prover a coragem para inovar nas melhorias. A maioria dos projetos sofre quando não existem dados reais ou recentes para embasar decisões, então todos se baseiam no bom senso. Tipicamente, membro dos projetos coletam essas informações manualmente, tornando o processo cansativo e demorado. O resultado é que a informação, muitas vezes, nunca realmente é obtida.

Ao utilizar a integração continua, os benefícios na visibilidade do projeto permitem:

  • Decisões eficazes: Um sistema de integração continua pode prover dados em tempo real da build mais atual, contendo seu status e suas métricas de qualidade. Alguns sistemas de integração ainda podem mostrar taxas de erro e conclusão de funcionalidades.
  • Identificar tendências: Uma vez que integrações ocorrem freqüentemente em um sistema de integração, a habilidade de identificar tendências no sucesso ou falha de uma build, alteração na qualidade da aplicação e outras informações rotineiras se torna possível.

Aumentando a confiança do produto através da integração continua

Em resumo, a aplicação de práticas de CI podem aumentar a confiança na produção de um software. A cada nova build, a equipe sabe que testes são executados para verificar comportamento da aplicação, que padrões de design e programação são alcançados e que o resultado é uma solução comprovada.

Sem integrações frequentes, algumas equipes podem se sentir sufocados, uma vez que eles não sabem quais os impactos que uma modificação no código pode causar. Uma vez que um sistema de CI avisa quando alguma coisa dá errado, membros da equipe de desenvolvimento ficam mais tranquilos em realizar modificações. A utilização de um sistema de integração continua encoraja uma base primária onde todos os recursos do software são construídos. Existe uma maior confiança na acuracidade da solução sendo desenvolvida.

Com tantos beneficios em sua utilização, o que previne então, que equipes utilizem práticas de integração continua no desenvolvimento de suas aplicações? Freqüentemente, é uma combinação de fatores, os quais veremos na ultima parte de nossa série sobre o valor da integração continua. Fique ligado!

Marketing LinkedIn
Porque o LinkedIn se tornou uma poderosa ferramenta de Marketing

O crescimento da internet como um poderoso canal midiático possibilitou um grande impacto no mundo dos negócios, trazendo consigo oportunidades diversas e interessantes para alavancar uma marca ou serviço.

Porém, como em toda revolução social há ainda diversas divergências de adaptações e exploração dos canais. Quando pensamos em redes sociais logo lembramos do famoso Facebook. É difícil encontrar hoje em dia, uma marca que não possua uma página nesta rede social, mesmo que não à alimente periodicamente, elas estão por lá. Nem o Facebook ou a estratégia de conteúdo é o foco deste artigo, mas optei em usá-lo para exemplificar o quanto é comum ás marcas se cadastrarem nas redes sociais para potencializar suas estratégias de Marketing e chegarem até o seu consumidor-alvo.

Porém, outra Rede Social que cresceu muito aqui no Brasil nos últimos anos potencializando um excelente canal para estratégias Marketing é o LinkedIn. Dado exposto, já identificamos desde o inicio de 2015 o quanto as marcas estão explorado está rede social, através de anúncios, ebooks entre outras ações para convencer novos usuários para rede.

Dados recentes do LinkedIn no Brasil apresentam que a rede já ultrapassou a marca de 20 milhões de usuários cadastrados. E esse número vem aumentando a cada dia. É importante lembrarmos que é uma rede social muito diferente do Facebook, e tem uma característica profissional muito forte mesmo que as pessoas lá cadastradas também usem o Facebook, nesta rede social seu comportamento é muito distinto.

Além de ser uma ferramenta de relacionamento completa, com todos os recursos possíveis, vídeo, áudio, fotos e textos. O marketing corporativo no LinkedIn propicia um ambiente e condições ideais para geração de leads, exposição da marca e criação de novas oportunidades de negócios.

Saiba as principais ferramentas para Marketing no LinkedIn

1. Company Pages

É uma página que potencializa presença corporativa da marca nesta rede social, nela as marcas podem desenvolver um ambiente de apresentação formal da empresa, com conteúdos para seus seguidores, compartilhar seus valores e converter fãs para marca. Lembra um pouco do modelo das Fan Pages no Facebook, só que tem outra abordagem e formato de alcance de público.

Importante: Nas Company é preciso um bom conteúdo com foco no interesse profissional do teu seguidor, com uma boa apresentação gráfica, informações relevantes sobre a empresa e atualização constante de conteúdo.

2. ShowCase Pages

É uma ferramenta recentemente adicionada para as Company Pages que foi lançada em Novembro de 2014, em substituição à aba de Produtos e Serviços, também habilitando a possibilidade de disponibilizar vagas de trabalho na página.

De acordo com o próprio LinkedIn a idéia de incorporar as Showcases Pages é de ajudar as empresas destacar os diferentes aspectos de seus negócios e construam relações com uma comunidade específica. “Seja uma marca, uma unidade de negócios ou uma iniciativa, seguir uma Showcase Page irá lhe fornecer as atualizações que você mais estiver interessado”.

Para as empresas que desejam montar uma Showcase Page, primeiro necessitam identificar quais áreas precisam de uma Showcase Page. Depois basta ir ao menu “Edit” e selecionar “Criar uma Showcase Page”. Criada a página, as empresas já podem começar a compartilhar conteúdos e usar as ferramentas de análises para monitorar o desempenho da página. (Fonte Canaltech)

3. LinkedIn Ads

O LinkedIn Ads são a forma de publicidade na rede ou seja, os links patrocinado. Eles funcionam de forma parecida com a dos Facebook Ads e são uma ótima ferramenta para divulgação de produtos e serviços dentro do LinkedIn. Principalmente pela ótima possibilidade de segmentação do público para o qual os anúncios serão exibidos.

  1. Nome de empresas
  2. Setor e tamanho da empresa
  3. Funções e nível de experiência dos participantes da rede
  4. Instituições de ensinos
  5. Gênero e faixa etária

4. Grupos do LinkedIn

Com estes recursos podemos criar campanhas específicas para cada grupo de pessoas que queremos atingir e com isso trazer muito mais retorno para as campanhas.

 

Para finalizar, apenas sugiro aos profissionais de Marketing ou gestores que pretendem usar o LinkedIn, para que tenham cautela pois, é uma rede social estreita a um marketing pessoal, para um possível recolocação e debates entre profissionais, mas como vimos no texto há muito espaço para a criação de ações de marketing. É uma questão de conhecer as ferramentas disponíveis e criar as estratégias necessárias para atingir a seus objetivos mercadológicos.

 

Lovemark
Construir mais do que uma marca, ser uma LoveMark

Foi no inicio do ano de 2014 que escutei pela primeira vez o termo LoveMarks, o nome pode ser auto-dedutivo mas é muito mais do que uma tradução literária. Muitos pensam que traduzir Love = amor + Mark = marca, chegarão em tudo o que uma Lovemark representa, e é ai onde está o erro, LoveMark é muito mais do que isso.

LoveMarks, são aquelas marcas que possuem um público totalmente engajado por questões emocionais e afetivas. Chega um ponto em que a marca não precisa fazer absolutamente nada, apenas lançar um produto e os consumidores já irão ficar com vontade de comprar, ou melhor, consumidores não, fans!

Essas marcas são criadas com a intenção de vender uma ideia, um conceito e não o produto em si. Mas devem sempre tomar cuidado, pois LoveMarks não podem se deixar levar pelo sucesso e se tornar uma commodities, calma! Commodities são marcas que chegam em um lugar alto no mercado e acabam não inovando, não saem da sua zona de conforto, isso é chamado de commodities. LoveMarks devem sempre estar atentos aos principais desejos e emoções dos seus consumidores, afim de engajar e criar uma grupo de pessoas que ‘ame’ marca em questão.

lovemark

Se tornar uma LoveMark é um processo extremamente difícil, pode parecer fácil, mas não é! Outro erro comum é achar que a marca irá conquistar uma legião de consumidores logo de cara, e sabemos que não é bem assim. Já escrevi diversos outros artigos aqui no Blog Zaez, onde falo que a marca precisa conhecer seu consumidor, conhecer o nicho, conhecer seus costumes, suas necessidades, desejos e conseguir tocar o mais profundo que puder na emoção do consumidor em questão.

Para termos uma LoveMark são necessários alguns passos: engajamento, conhecimento e o mais importante de todos, como a traduçãoo literal da palavra nos diz, o amor. Criar uma marca que passe confiança para o consumidor, que seja acolhedora, isso torna a marca uma LoveMark.

Para finalizar, algumas marcas já chamadas de LoveMarks são:Apple, McDonalds, Nokia, Microsoft, Starbucks e um dos melhores exemplos, a Coca-Cola, onde em todas as suas propagandas ela vende um sentimento, a Felicidade, e não o produto em si. É como se o produto ficasse em segundo plano.

Bom, uma LoveMark é isso, deixar o produto em segundo plano e se tornar algo mais do que simplesmente o produto, se tornar um sentimento.

Até mais.

Cores e Tendencias
A influência das cores

Para muitos, as cores são simplesmente cores, o que está totalmente errado dentro de um contexto gráfico. As cores podem ajudar a consolidar uma marca e também deixar essa marca bem conhecida, elas demonstram a emoção em torno da marca ou projeto gráfico que está sendo desenvolvido.

Escolher uma cor de forma correta, na criação de alguma coisa: marca, e-mail marketing – qualquer job gráfico, pode ajuda na transformação desse trabalho realizado.

Vejamos um exemplo:

O McDonald’s é conhecido pelo grande letreio, chamativo, nas cores Vermelha e Amarela, correto? Mas porque essas cores? Simples, vermelho e amarelo são cores de energia, inquietude, ‘fome’, por isso quando exposto em um grande período de tempo você fica inquieto, e a parte da fome é para você consumir o produto, portanto você consumiu saiu e a loja continua vendendo seus lanches. Viu só como as cores podem sim influenciar nas coisas?

Pesquisando sobre cores na internet encontramos um infográfico muito bacana sobre a influência das cores. O site Shutterstock colocou umas informações bem legais sobre cores mais utilizadas no ano de 2014. Dá ó uma olhada:

Influência das Cores

cores01

Infográfico de Cores e Tendências – Shutterstock 2014
cores02

Cores ao redor do mundo

Tendências sempre variam conforme a região, e vimos grandes diferenças nas principais cores usadas pelo mundo. Na América do Norte, as principais tendências foram de verde e azul, enquanto na África os vermelhos e laranjas prevalecem. Verdes também foram populares em algumas partes da Europa, enquanto o rosa se destacou na Rússia, China e Argentina.
cores03

Cores em alta

Algumas cores são constantemente populares (ou constantemente impopulares) todos os anos, mas outras variam de acordo com o tempo. Bege, por exemplo, perdeu popularidade, enquanto tons de cinza começaram a se destacar.
Já downloads de imagens com cores verdes se intensificaram no início desse ano, graças à Copa do Mundo e a uma grande seleção de imagens de futebol. E seguindo o crescimento desenfreado da internet, nós vimos um aumento de downloads de imagens com o forte azul ‘social media’. Roxo também aumentou nos últimos meses, seguindo uma tendência criada pela Cor do Ano da Pantone.

Verde teve aumento de 81% | Cinza aumentou 58% | Azul aumentou 37% | Roxo cresceu 20% e está em ascensão | Bege teve queda de 60%

Cores04cores05

Principais cores por país

É sempre fascinante ver diferentes estilos e tendências nos países ao redor do globo. Aqui (Brasil) estão algumas das mais populares cores em quatro dos nossos principais mercados: Roxo, Tons de Verde, Azul e Vermelho
UK: Tons de Azul, vermelho e lilás;
Alemanha: Vermelho, tons de verde, laranka e azul;
Esados Unidos: Laranja, vermelho, verde e azul

escolhas
Por que escolher uma agência do Interior?

Uma pergunta frequente das empresas localizadas nos grandes centros, deve, com certeza, ser essa: “Porque escolher uma agência do interior se estou na capital?”. Realmente, o porquê escolher uma a agência do interior?

Alguns pontos são de extrema importância para essa escolha, mas não podemos deixar de falar que também existem agências que trabalham da mesma forma nas capitais, e que também as agências grandes fazem um ótimo trabalho, o artigo não visa desmerecer nenhum tipo de trabalho dentro de uma ou outra agência, mas sim mostrar pontos positivos das agências localizadas no interior dos grandes centros.

agência do Interior Um ponto importante é o tempo, o tempo passa igualmente para todos, estando no interior ou na capital ele vai passar e passar depressa, mas pense: no interior os pedidos de serviço são relativamente proporcional, portando menor do que uma grande empresa. Com serviços mais controlados e menos mirabolantes do que em agências grandes, nós do interior adotamos a política de esquecer os grandes prêmios e fazer uma comunicação mais voltada para a empresa e não para os olhos de jurados.

Portanto o planejamento é minucioso e bem trabalhado, destacamos pontos a serem trabalhados para que ocorra o melhor desenvolvimento da empresa em questão, ressaltando mais uma vez, as grandes e pequenas agências da capital também fazem um bom trabalho, mas vamos continuar o artigo.

As pequenas agências do interior tem por sua natureza menos funcionários, portanto o engajamento dentro da própria empresa relacionado aos trabalhos de um cliente. O que seria isso? Ok, os funcionários, os profissionais dentro da empresa estão engajados em fazer o melhor para aquele trabalho, naquela hora! A agência tem seus departamentos, lógico, mas é bem menos dividido como em grandes agências onde cada um faz as funções do seu departamento e pronto. Na agência do interior contamos com opiniões e pontos divergentes e convergentes para o melhor desenvolvimento do job.dreamstime_xxl_20666622

A exclusividade com o cliente é outro fator importante. Nas agências de pequeno porte do interior, possuímos uma cartela menor de clientes e isso abre uma brecha para criarmos um vínculo maior com nossos poucos clientes.

A sua confiança, e credibilidade com uma empresa como a nossa só pode gerar benefícios para sua empresa e o crescimento dela. Portando alguns pontos que você pode levar em consideração na hora de escolher a empresa que cuidará da sua comunicação e sua imagem. Portanto pense antes de escolher a agência que irá entregar o futuro da sua empresa.

criativo
Criatividade: todo mundo é criativo?

Quando entramos no assunto ‘criatividade’ uns dizem ser muito criativos enquanto outros dizem não serem capazes de criar uma frase se quer. Mas a criatividade não é algo exclusivo das mentes brilhantes ou mais geniosas que as nossas. Ela é uma característica presente em todos os seres humanos, inclusive você! O que pode afetar sua criatividade são fatores como: cultura, acesso a informações, cultura e até mesmo em ambientes de trabalho – somos moldados a seguir um determinado pensamento e por ventura nos fechamos dentro uma caixa onde não adquirimos novas ideias, pensamentos ou informações. Em outras palavras nos engessamos e ali ficamos.

Criatividade é o ato de criar, todos nós se pensamos em algo novo, alguma ideia ou então a solução de algum problema no seu dia-a-dia, estamos sendo criativos. Portanto, existem algumas maneiras de exercer sua criatividade e sair do gesso em que está preso.

Exercer a criatividade não é algo fácil, é um processo que deve ser seguido uma linearidade até então o criativo começar a ter ideias sem mesmo querer, os famosos insights nos momentos menos propício para tal! Um exemplo palpável que aprendi em aula é: você ficou meses sem ir à academia, como seu corpo vai reagir quando voltar?

A criatividade é algo fenomenal, pois como já entendemos – todos somos criativos a medida sobre o que aprendemos, o que estudamos e o que colhemos de informações.

Técnica: existem meios para se ‘ativar’ sua criatividade com mais facilidade, que com treinamento constante isso pode se tornar algo natural. Quando mais árduo for o treino, mas criativo você pode ser. Ainda dentro da técnica algumas são: Anotações, leitura, buscar estar sempre informado, o que vai ajudar em um outro ponto que é o:

Repertório – afinal, quanto mais informações uteis você tiver dentro de um assunto, mais pode fazer em situações que deve pensar e criar.
Senso de urgência: nos dias de hoje – que estamos em contate correia por causa de trabalho, família e estudos – prejudica e muito no processo criativo, é recomendável que você tenha um tempo para parar e pensar sobre o que pretende realizar, sentar e conversar, explorar ideias e assim por diante. O senso de urgência é um grande vilão.

Concentração: qual o melhor método que encontrou para ficar em paz e pensar somente em alguma coisa? Um exemplo, no meu caso, gosto de escutar músicas instrumentais, calmas e que podem me fazer refletir sobre o tema. O silêncio total pode ajudar em alguns casos, se isolar em algum lugar e então começar a rascunhar ideias, fazer anotações – o famoso Brainstorming ( a reunião de vários palpites, sejam eles válidos para o projeto ou não. Apenas escreva.).

A criatividade é algo que todos nós possuímos e também podemos exercitar, realizando tarefas diárias e deixando o cérebro pensar fora da caixa a criatividade vai tomando uma forma mais densa e então você se torna mais criativo.

Já que todos somos criativos, podemos dizer que o que diferencia os criativos nada mais é do que o potencial dessa sua criatividade. Os que exercitam mais tendem a ser mais criativos do que os que estão em um mesmo mundo diariamente.
Até mais!


Warning: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, function 'addcopy' not found or invalid function name in /home/zaez/public_html/wp-includes/plugin.php on line 503